Notícias

Notícias

Exercício após vacina aumenta a produção de anticorpos, indica estudo

14/02/2022    Noticia 1
Exercício após vacina aumenta a produção de anticorpos, indica estudo

Fazer uma caminhada acelerada ou andar de bicicleta logo após receber uma vacina pode aumentar a produção de anticorpos, segundo os resultados preliminares de novo estudo publicado na revista Brain, Behavior, and Immunity. 

Pesquisadores da Universidade Estadual de Iowa (Estados Unidos) analisaram o efeito de 90 minutos de exercício físico (de intensidade leve a moderada) na resposta imunológica a três vacinas – duas contra a gripe e a vacina contra a Covid-19 da Pfizer-BioNTech.

Nas quatro semanas seguintes à injeção, as pessoas que realizaram uma sessão de atividade física seguindo as orientações dos pesquisadores produziram mais anticorpos em comparação aos outros participantes.

A relação entre atividade física e uma boa imunidade já é conhecida. Enquanto as vacinas ajudam o sistema imunológico a identificar e combater um vírus em nosso organismo, por exemplo, a atividade física também mobiliza nossas defesas de outras formas.

Um dos motivos para isso pode ser o aumento de fluxo sanguíneo causado pelo exercício, que ajuda as células do sistema imunológico a se moverem pelo organismo – e eleva suas chances de detectarem algo estranho.  

“Mas muito mais pesquisas são necessárias para responder o porquê e como [se dá o impulso imunológico]. Várias mudanças ocorrem em nosso corpo quando nos exercitamos – metabólicas, bioquímicas, neuroendócrinas, circulatórias”, afirma Marian Kohut, autora principal do estudo, em comunicado. “Portanto, provavelmente há uma combinação de fatores que contribuem para a resposta de anticorpos que encontramos em nosso estudo”.

A ciência vem mostrando há algum tempo que exercícios podem melhorar o efeito de imunizantes. Um estudo recente feito por pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP), por exemplo, indicou que um estilo de vida ativo poderia melhorar a resposta imune induzida pela CoronaVac.

Estudos anteriores também mostraram que o exercício físico dificulta o agravamento da Covid-19. A hospitalização pela doença seria 34% menor entre pessoas que praticavam 150 minutos de atividade física aeróbica de intensidade moderada a cada semana.

Mas, diferentemente de experimentos anteriores, o novo estudo focou no efeito do exercício físico (aeróbico e padronizado) realizado após a imunização – e procurou determinar qual seria a duração ideal da atividade. 

“Nossos resultados preliminares são os primeiros a demonstrar que uma quantidade específica de tempo pode aumentar a resposta de anticorpos do corpo [às vacinas testadas]”, afirma Kohut.

Os pesquisadores testaram se uma sessão de 45 minutos de exercício poderia causar o mesmo aumento de anticorpos que os 90 minutos, mas o treino mais curto não fortaleceu a resposta imunológica.

Eles também mostraram que pessoas com diferentes níveis de condicionamento físico poderiam se beneficiar do exercício pós-vacina – quase metade dos participantes tinha IMC (índice de massa corporal) na categoria de sobrepeso ou obesidade.

Além disso, o que importava nos 90 minutos de exercício era o ritmo constante – com frequência cardíaca em torno de 120 a 140 batimentos por minuto –, em vez da distância percorrida a pé ou em bicicleta.

Segundo os resultados do estudo, o exercício físico pode turbinar a resposta imunológica à vacina sem aumentar seus efeitos colaterais. 

Os pesquisadores vão continuar acompanhando os participantes nos seis meses pós-imunização para avaliar suas respostas imunológicas. Eles também começaram outro estudo que vai avaliar o efeito do exercício físico em pessoas que recebem doses de reforço.

 

Por Luisa Costa Atualizado em 14 fev 2022, 17h58 - Publicado em 14 fev 2022, 17h53

Fonte: https://super.abril.com.br/saude/exercicio-apos-vacina-aumenta-a-producao-de-anticorpos-indica-estudo/?fbclid=IwAR2c6kIVXdUN5jlmM5QyBMXZ4sr3INlgaU17lGQbesmkvWmTs_9Jji-6wbQ

 

WHATSAPP Vl. Carrão
WHATSAPP Vl. Matilde